» eventos importantes

 
busca no ambiente
   criar conta | editar conta | esqueci minha senha definir página inicial   imprimir   contato  
 

Você está em » Home : Computação gráfica : O que é CG?

 

O que é computação gráfica

Menu

   

[imprimir tudo] [envia para um amigo]

A Computação Gráfica reúne um conjunto de técnicas que permitem a geração de imagens a partir de modelos computacionais de objetos reais, objetos imaginários ou de dados quaisquer coletados por equipamentos na natureza.

A aplicação de tais técnicas está difundida por várias áreas de aplicação, tais como:

  1. CAD/CAM/CAE ("computer-aided design /manufacture/engineering" - projeto/manufatura/engenharia auxiliada por computador),
  2. animação e efeitos especiais (para publicidade e entretenimento),
  3. apresentação gráfica de dados (economia, administração, estatística) e, mais recente,
  4. em visualização de dados tridimensionais produzidos por simulação ou coletados por equipamentos diversos como, por exemplo, tomógrafos e satélites meteorológicos.

O estudo de tais técnicas compreende:

  1. processos de modelagem de objetos,
  2. a representação de dados coletados de formas distintas,
  3. a geração de imagens com graus variáveis de realismo, entre outros.

Costuma-se dividir a Computação Gráfica de acordo com a dimensão das entidades tratadas.

  1. Objetos bidimensionais
    Objetos descritos num plano cartesiano, por exemplo, são tratados e visualizados com processos diversos daqueles empregados na representação e visualização de objetos tridimensionais.

  2. Dados coletados ou gerados a partir de simulações
    Por exemplo, levam ao emprego de outros processos de visualização.

Igualmente importante para a Computação Gráfica são os aspectos de interação homem-máquina, uma vez que as técnicas de modelagem são fundamentalmente interativas, o que provê uma forte interação com a área de Multimídia, Hipermídia e Realidade Virtual.

Principais aplicações

  1. Interface gráfica com o usuário (GUI)
    A referência à interface gráfica abrange os dispositivos sócio-técnicos que garantem o contato entre um aparelho eletrônico (computador) e o meio ambiente (homem-mundo). As janelas, os ícones, os menus e os ponteiros são elementos das interfaces gráficas de usuário. Os mesmos carregam significações subjetivas (modelos de interações) de cada agente da interação (usuário e projetista da interface) e que se manifestam na imagem externa da interface (parte aparente ao usuário).
  2. Traçado interativo de gráficos e visualizações
    Outro importantíssimo campo dentro da Computação Gráfica é a visualização de dados através de gráficos. Ela consiste basicamente na geração de imagens a partir de um conjunto de dados. Este dados podem ser gerados por de forma interativa ou por modelos que simule um fenômeno real como por exemplo, o comportamento de partículas durante uma reação química.
  3. Editoração Eletrônica
    Consiste na elaboração gráfica de publicações por computador, com a mesma qualidade que o processo convencional. Com os programas de Editoração Eletrônica é possível, antes de ter-se o material impresso por uma gráfica, obter uma idéia precisa de como ficará o produto final. Com isto as alterações podem ser feitas com facilidade antes mesmo da impressão do primeiro exemplar. O que, sem dúvidas, diminui os custos de produção e aumenta a qualidade da publicação.
  4. CAD - Computer Aided Design
    Refere-se ao Projeto Assistido por Computador, consiste basicamente de sistemas capazes de auxiliar um projetista(mecânico, elétrico, civil) a desenvolver suas idéias de forma mais rápida. Os sistemas de CAD são normalmente entendidos como programas capazes de fazer desenhos. De fato, são, em grande parte, isto pois com um CAD o processo de criação e, principalmente, de alteração de desenhos fica muito facilitado. Porém, CAD não é somente isto, um dos principais avanços que alguns destes sistemas trazem em relação ao processo original de projeto é sua capacidade de fazer simulações. Por exemplo, existem sistemas capazes de determinar o comportamento de uma laje de concreto quando esta for submetida a um certo esforço, outros programas podem mostrar como ficaria a iluminação de uma sala com a colocação de uma janela em uma certa parede.
  5. Realidade Virtual
    Pode ser definida como uma técnica avançada de construção de interfaces tridimensionais altamente interativas, usando dispositivos não convencionais de entrada e saída.
    Sua aplicação pode dar-se nas mais diversas áreas do conhecimento, utilizando ou desenvolvendo as habilidades naturais dos usuários para executar operações, através de acessos tridimensionais imersivos e multisensoriais a ambientes virtuais.
    Essa área envolve conhecimentos sobre fundamentos de computação gráfica tridimensional, plataformas computacionais de alto desempenho, dispositivos multisensoriais de entrada e saída, softwares e linguagens para desenvolvimento de aplicações de realidade virtual, modelagem e animação tridimensional, simulação em tempo real, sistemas distribuídos, projeto de interfaces, desenvolvimento de software, e análise de fatores humanos.
    É interessante fazer uso de equipamentos de alto desempenho, dispositivos especiais e softwares específicos para o desenvolvimento de ambientes virtuais e aplicações com interfaces tridimensionais.
  6. Simulação e animação
  7. Arte
  8. Controle/Visualização de processos
  9. Cartografia

 

« Voltar

 

 

Número de visitas : 787270

Número de páginas requeridas : 1014124


O que é CG?

História
» Antecedentes
» 1940-1950
» 1950-1960
» 1960-1970
» 1970-1980
» 1980-1990
» 1990 até hoje

Bibliografia


© Copyright 2001/2007 - André Luis Marques da Silveira